terça-feira, 14 de agosto de 2012

POESIA: SCRIBO




Não se impõe
Não ostenta
Não reclama
Não deseja
Não bajula
Não almeja
Não morre
Não come, alimenta...

Reflete desejo
Reflete tristeza
Reflete alegria
Reflete mazela
Reflete agonia
Reflete poesias
Reflete a alma
Reflete a calma

Riscada
Teclada
Impressa
Ditada
Borrada
Ousada
Datilografada
Rasgada
Manuscrita

De amor
De ódio
De ternura
De rancor
De mão
De forma
De saudade
De maldade

Desenho...
Desdenho...
Palavras
S-e-p-a-r-a-d-a-s
Sobre a folha de papel, letras
Somente letras


Fabrício Lopes

Um comentário:

Ornella Rodrigues disse...

Ta produzindo hein?? :)